Biografia do Dr. Haggai

Dr. John Edmund Haggai

Durante seus 66 anos de serviço público, John Edmund Haggai pastoreou quatro igrejas, fez cruzadas evangelísticas ao redor do mundo e estabeleceu um programa de liderança avançada que já tem mais de 90.000 alunos em 186 países. Já cruzou os seis continentes, viajou 103 vezes ao redor do mundo e se encontrou com presidentes de muitos países.

Ele nasceu em Louisville, Kentucky, no dia 27 de fevereiro de 1924, sendo filho de Waddy Abraham Haggai, um imigrante sírio, e Mildred, uma moça da Nova Inglaterra, cujos ancestrais colonizaram a América nos anos 1600. Graduado do Instituto Bíblico Moody e da Universidade de Furman, John Haggai foi nomeado "Aluno do Ano" no Moody e já recebeu quatro doutorados honorários. Dentre muitos outros, recebeu em 1988 o Prêmio de Fé e Liberdade concedido pela Fundação Americana de Herança Religiosa.

John conheceu Christine Cox Barker no Instituto Bíblico Moody, onde estudava música sacra, sendo ela uma cantora lírica. Eles se casaram no dia 3 de agosto de 1945 ao final do curso e preparavam-se para o trabalho missionário na China. No entanto, Mao Tsé-Tung proclamou em Pequim, a formação da República Popular da China em 1949 e, depois de tomar posse como presidente, como parte de suas reformas, fechou as portas da China para a entrada de missionários, além de expulsar os que lá serviam.

Seu filho Johnny nasceu no dia 27 de novembro de 1950 em Columbia, Carolina do Sul. Infelizmente, o médico estava bêbado e causou problemas irrecuperáveis a Johnny durante o parto, que o tornou um tetraplégico durante toda a sua vida. Christine Haggai dedicou-se ao filho até o dia em que Johnny faleceu em 14 de fevereiro de 1975 poucos meses depois do seu 24º aniversário.

Com o impedimento de ir para China, John entrou no pastorado. Igrejas floresceram sob a sua liderança. Em 1954 e 1955, sua igreja registrou mais conversões e acréscimos por batismo do que qualquer outra igreja dentre as primeiras onze denominações evangélicas dos EUA. Mais de 420 pregações evangelísticas dentro de um período de 18 meses confirmaram o chamado de Deus para se dedicar a cruzadas evangelísticas. Como evangelista ele pregou para grandes multidões em várias cidades ao redor do mundo.

Em 1964, durante uma viagem ao Líbano, Dr. Haggai percebeu que as várias mudanças ocorridas na geopolítica global, devido ao declínio do colonialismo, exigiam agora novas estratégias para a evangelização mundial. A necessidade de mobilizar nacionais para alcançar seu próprio povo se tornou bem evidente. Depois de muita pesquisa, oração e desenvolvimento, ele fundou o Instituto Haggai.

O primeiro Seminário Internacional de Liderança Avançada foi realizado em setembro de 1969, em meio a um milagre financeiro, pois mesmo diante dos grandes problemas econômicos de seus mantenedores, o Senhor providenciou o valor necessário. Dois docentes importantes neste primeiro seminário foram o Dr. Bob Pierce, fundador da Visão Mundial, e também Rev. Dr. Han Kyung-Chik, fundador da Igreja Presbiteriana Young Nak em Seul.

Apesar das tremendas exigências familiares e ministeriais, Dr. Haggai escreveu muitos livros. Seu livro How to Win Over Worry [Como Vencer a Preocupação] vendeu mais de 2.000.000 de cópias em 19 línguas. Outros livros: My Son Johnny, a pungente biografia da vida de seu filho deficiente que morreu aos 24 anos de idade; Lead On [Seja um Líder de Verdade], um estudo de 12 princípios de liderança; The Leading Edge, a história e a filosofia do Instituto Haggai; How to Win Over Pain; How to Win Over Fear; How to Win Over Loneliness; The Steward; Be Careful What You Call Impossible [Cuidado com o que você Chama Impossível]; The Wackersberg Connection; Paul J. Meyer and the Art of Giving e The Seven Secrets of Effective Business Relationships [Negócios e Relacionamentos].

John Haggai teve a oportunidade de falar para um variado espectro de audiencias: o Parlamento Britânico, a Convenção Internacional dos Kiwanis, a Associação Médica do Texas, banqueiros e investidores internacionais de Wall Street, estudantes da Universidade de Yale e na comemoração dos 25 anos da Guerra da Coréia em Seoul, Korea.

John Edmund Haggai e sua esposa Christine vivem em Atlanta desde 1961, mas sua influência tem tocado a vida de milhões de pessoas ao redor do mundo.

O Instituto Haggai no Brasil

Fundação: Benjamim Moraes (1977-1979)

Benjamim Moraes

Aos 66 anos era pastor emérito da Igreja Presbiteriana de Copacabana quando encontrou Dr. John Haggai em 06/04/77 em Chattanooga, Tennessee, EUA. Em julho de 1977 voou do Japão até Cingapura para conhecer o ministério. Solicitou que o Instituto viesse para a América Latina. Enviou os três primeiros brasileiros para o treinamento em 1978. Emprestou sua credibilidade, organização e empreendedorismo para fazer nascer o Centro Continental Haggai para a América Latina (CECHAL), em 25/08/79 no Rio de Janeiro, com a presença do Dr. John Haggai. Docente internacional até 1983, apoiou o ministério até seu
falecimento em 07/09/84.

Sedimentação: Guilhermino Cunha (1979-1985)

Guilhermino Silva da Cunha

Assumiu a função de representante para a América Latina e diretor-executivo do CECHAL em 25/08/79 como voluntário. Responsável pela divulgação e sedimentação do Instituto em toda a América Latina. Pastor auxiliar da Igreja Presbiteriana de Copacabana até 1981, quando se tornou pastor titular da Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro onde serve até hoje. Enviou 39 líderes para o treinamento internacional, promoveu no Rio de Janeiro os seminários regionais anuais para 337 participantes de toda América Latina e muitos outros seminários locais em todo o país. Fez o Instituto Haggai se estabelecer no continente como
agência de treinamento de líderes.

Nacionalização: Abrahão Soares da Silva (1986-1994)

Abrahão Soares da Silva

Assumiu como segundo representante para a América Latina e diretor-executivo do CECHAL em Fev/86, servindo de tempo integral. Promoveu cursos na América Latina e até mesmo em Angola. Com o crescimento autóctone do ministério em outros países latino-americanos, recebeu a missão de focar seus esforços no Brasil. O CECHAL foi renomeado para Instituto Haggai do Brasil em 1989. Descentralizou o trabalho saindo do Rio de Janeiro. Treinou 187 líderes em seminários internacionais, 1.584 em seminários nacionais e muitos outros em seminários locais em todo o país até Set/94. Atualmente serve ao Senhor como pastor presbiteriano e coordenador de Intercessores do Brasil.

Mobilização: Reginaldo André Kruklis (1995-1999)

Reginaldo André Kruklis

Assumiu como terceiro representante e diretor executivo para o Brasil, em Atlanta, em Jan/95. Serviu concomitantemente o Instituto e no pastorado da Primeira Igreja Batista de São José dos Campos, SP. Estabeleceu líderes em dez capitais estaduais. Conseguiu a autonomia financeira do Haggai Brasil. Treinou 148 líderes em seminários internacionais, 2.441 em seminários nacionais e muitos outros em seminários locais. Iniciou a tradição dos Congressos Anuais a partir de 1995. Deixou o Brasil em Dez/99 e passou a servir na função de presidente do Haggai Internacional de Jan/00 até Abr/03. Depois deste período, Reginaldo serviu no Ministério Crown, pastoreou a Igreja Protestante Internacional em Zurique/Suíça e atualmente reside em Atlanta/EUA e fundou com sua esposa Renate o ministério "Coração Peregrino" que capacita pastores e líderes ao redor do mundo em lugares de maior necessidade.

Dinamização: Ebenézer Bittencourt (2001-hoje)

Ebenézer Bittencourt

Assumiu como quarto representante e diretor-executivo para o Brasil em Abr/01, servindo de tempo integral. Construiu sobre a base lançada por seus antecessores. Informatizou a organização, modernizou as operações, reescreveu o Estatuto, atraiu um crescente grupo de mantenedores, lançou o website, criou as Associações de Graduados (Agradhs), promoveu o ministério dos secretários executivos voluntários, sistematizou o material didático, estabeleceu um processo de credenciamento de docentes e implementou o novo padrão para os seminários. Treinou 897 líderes nos seminários internacionais,
2.709 nos nacionais e mais de 55.000 participantes em seminários
locais em todo o país até Maio de 2014.